Chinês

Com a inserção cada vez maior da China na economia mundial, hoje não há nenhuma empresa no mundo que organize seus negócios sem levá-la em consideração. O chinês tem a particularidade de ter a língua escrita e a falada de modo independente: a escrita usa símbolos e não há alfabeto, em que cada desenho é uma palavra com sua pronúncia. Isso pode ser uma dificuldade para nós, mas métodos como pinyin (romanização adotada universalmente para estudo do mandarim) são formas que facilitam o aprendizado da língua.

Estudar mandarim é pensar no futuro? Se levarmos em conta os números promissores da China, a segunda maior potência econômica do mundo e perdendo somente para os Estados Unidos, vale a pena ter a língua chinesa no currículo. Mas a vantagem não para por aí: além de ser o país mais populoso do planeta, com mais 1,3 bilhão de habitantes, é também responsável por influenciar fortemente o mercado global. Conforme o Banco Mundial, até 2030 a China poderá tornar-se a maior potência econômica do mundo.
Atualmente, há uma grande procura por profissionais que falam mandarim e a tendência é a de que a procura cresça ainda mais.
Portanto, ter o conhecimento da língua chinesa torna-se cada vez mais importante.



Entre em contato e saiba mais